MD Kids

A partir de que idade e com que regularidade a criança deve consultar um Médico Dentista?

A primeira consulta deve ser realizada quando toda a dentição decídua (dentes de leite) está completa, de modo a estabelecer um programa preventivo de saúde oral e interceptar hábitos que possam ser prejudiciais. Idealmente, quando existe boa saúde oral a criança deve ser observada cada seis meses. Em situações de elevado risco de cárie, esta periodicidade deve ser reduzida para intervalos de três meses.

Como se pode prevenir o aparecimento de cáries precoces de infância?

Várias medidas são importantes na prevenção de lesões de cárie na primeira infância: promover a amamentação maternal pelo menos até aos 4-6 meses de idade, colocar apenas leite ou água no biberão e oferecer à criança sobretudo durante o dia e nunca quando esteja a dormir, não colocar liquidos açucarados no biberão ou na chupeta, logo que os primeiros dentes erupcionem, promover a sua higiene com uma gaze ou escova macia idealmente após as refeições.

Como deve ser efectuada a escovagem dentária nas crianças?

De acordo com as normas da Direcção Geral de Saúde:
escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do primeiro dente, 2x / dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando gaze, ou dedeira ou ainda uma escova macia de tamanho adequado

3-6 anos: escovagem realizada progressivamente pela criança devidamente supervisionada e auxiliada, 2x / dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma escova macia de tamanho adequado, a quantidade de pasta fluoretada (1000-1500ppm), deverá ser do tamanho de meia pequena ervilha

+6 anos: escovagem realizada pela criança, mas supervisionada pelos pais, 2x / dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma escova macia sendo a quantidade de pasta fluoretada(1000-1500ppm) a utilizar do tamanho de uma pequena ervilha.

Em que idade aparecem os primeiros dentes e quando se completam as dentições?

Em média, a erupção da primeira dentição tem início entre os 6 e os 8 meses de idade, sendo as meninas geralmente mais precoces; entre os 2 anos e meio e os três anos de idade os 20 dentes temporários já estarão presentes na cavidade oral. A dentição permanente ou definitiva inicia-se entre os 5 e os 7 anos de idade e poderá constituir-se de 32 dentes, caso erupcionem os terceiros molares (dentes do siso) o que nem sempre acontece.

A erupção mais precoce ou mais tardia não está necessariamente relacionada com patologia, no entanto, caso a criança não apresente qualquer dente após completar 1 ano de vida, deverá ser observada pelas nossas especialistas em crianças.

Quando deve cessar o uso de chupeta, biberão ou sucção digital?

Os hábitos de sucção devem ser abandonados até cerca de 3 anos de idade, atendendo á possibilidade de autocorrecção no desenvolvimento das arcadas dentárias. Relativamente ao biberão, o hábito deve ser abandonado, idealmente quando a criança completar 1 ano.

Alguns métodos podem constituir uma mais-valia, nomeadamente diluir gradualmente em água o conteúdo do biberão, para que após 2 semanas se ofereça á criança apenas água, outros métodos podem-lhe ser explicados na nossa consulta de Odontopediatria.

Deve administrar-se flúor ás crianças?

A administração de flúor às crianças tem sido alvo de controvérsia. Face à evidência disponível, e de acordo com as recomendações da Direcção Geral de Saúde, é dada prioridade às aplicações tópicas sob a forma de dentífricos administrados na escovagem dos dentes desde a sua erupção.

Os comprimidos e gotas anteriormente recomendados só serão administrados após os 3 anos a crianças de alto risco á cárie dentária. As acções de educação devem prioritariamente promover a escovagem dos dentes com dentífrico fluoretado.

Quais as queixas que podem estar relacionadas com a erupção dos dentes e como pode ajudar a criança?

Os sintomas mais comuns são: gengivas avermelhadas, aumento da salivação, perda de apetite, alterações nos hábitos nutricionais, ansiedade e dificuldade em dormir. Se a criança apresentar febre, vómitos e diarreia, deverá ser consultada pelo seu pediatra pois poderá exibir outra causa subjacente.

O desconforto da criança pode ser aliviado limpando a boca 2 a 3 vezes por dia com uma gaze molhada ou recorrendo a mordedores e geles disponíveis no mercado. Também poderá ser administrada medicação para alívio dos sintomas, mas só depois da criança ser avaliada por uma Odontopediatra.